segunda-feira, 16 de abril de 2012

como podemos preservar o nosso lar precioso

A Terra é o nosso lar e devemos preservá-lo não acham?
Aqui estão algumas sugestões, não custam nada...
bjinhosssss


  • Consumimos 50% de toda a água potável. Todas as outras espécies têm que se contentar com a que sobra. Sempre que lava os dentes com torneira aberta, está a gastar 19 litros de água desnecessariamente!
  • Solução: Feche a torneira quando não precisar de água. Em vez de se deixar ficar no duche a meditar sobre as injustiças desta vida, tome duches mais curtos: em cada dois minutos a menos que passa no duche pode poupar até 40 litros de água. Carregue bem a sua máquina de lavar: Quer a de loiça, quer a de roupa, devem ser usadas com a carga máxima, sempre que possível. Quando lavar loiça, não passe os pratos por água primeiro; não fará grande diferença na eficácia da lavagem. Desta forma, pode poupar até 75l de água por uso.
  • Adivinhe qual o electrodoméstico que mais energia consome? Não, não é o seu marido: é o frigorífico, que pode consumir entre 300 a 600kWh, conforme a classe, A++ ou C. Solução: No congelador, evite que se acumulem mais de 5mm de gelo. Na parte dos frescos, tenha o cuidado de não encher muito as prateleiras, de modo a que o ar possa circular de forma homogénea por todo o compartimento. Evite deixar a porta aberta, entre idas e vindas.
  • Sabia que um grande poluente pode ser… um bebé? Só nos EUA, são utilizados 13 mil milhões de litros de petróleo para alimentar o consumo anual de fraldas. Todos os dias, mais de 50 milhões de fraldas descartáveis são deitadas no lixo: de facto, representam 3% de todo o espaço dos aterros sanitários. E vão lá ficar cerca de 500 anos. Solução: Como já poucas mães, mesmo as mais ecológicas, aceitariam voltar às fraldas de pano, já há marcas que produzem fraldas biodegradáveis. Vá ao site www.superbebes.net. ou à loja Pink and Blue (tel.: 21 010 68 15). Também pode encontrar fraldas bio (além de muitos outros produtos) no supermercado Miosótis, em Lisboa, totalmente dedicado à venda de produtos biológicos (tel.: 21 795 93 57).
  • A Natureza demora 3 a 6 meses a reciclar o papel. Demora 500 anos a reciclar um penso higiénico, uma toalhita, um copo de plástico. Se os Descobridores levassem barris de plástico nas caravelas, ainda hoje cá estavam (os recipientes, claro). Solução: Regresse ao vidro e ao algodão orgânico quando possível.
  • O ar que respiramos pode conter mais de 900 químicos, partículas e materiais biológicos adversos à saúde e numa casa existem agora mais químicos do que num laboratório há cem anos. Solução: Tente usar detergentes ecológicos quando possível. O vinagre é um fantástico detergente artesanal que pode ser usado puro ou diluído. Mas se preferir comprar, certifique-se de que os produtos não contêm fosfato, soda, cloro e CFC. O primeiro provoca crescimento acelerado de algas em rios e lagos, causando a morte das espécies aquáticas. Mas já existem no mercado alguns biodegradáveis como os da marca Ecover. Quando limpar a casa, use o mínimo de produtos de limpeza e abra as janelas.
  • • 80% das florestas mundiais já desapareceram…Solução: Pense duas vezes antes de imprimir seja o que for. E, se puder, plante uma árvore: no Dia da Árvore (21 de Março), mas também no Dia do Ambiente (5 de Junho) ou mesmo no Dia da Criança (1 de Junho). À falta de espaço ou de quintal, fale com a sua câmara municipal sobre a possibilidade de plantar a sua árvore num espaço público. E se a escola do seu filho tiver espaço para um pequeno jardim, por que não falar com professores, de modo a organizarem um pequeno espaço nesse sentido?
  • • São precisos 90 litros de água por dia para alimentar uma vaca. A produção de 1kg de carne consome 100.000 litros (!) de água, enquanto um quilo de cereal exige somente 1900 litros. Nos últimos 25 anos, metade das florestas tropicais da América Central desapareceram graças à produção de carne para o mercado norte-americano. Solução: Se se tornar vegetariana, a sua pegada de carbono vai diminuir em cerca de 1,5 toneladas de CO² por ano, defende a Universidade de Chicago. Não é preciso tornar-se já vegetariana, mas reduza a quantidade de carne que come. Os adultos não precisam de muita proteína diária (a regra é um grama por cada quilo que pesar) e pode comer leguminosas, cogumelos, soja, tofu…
  • Só num ano, teríamos lixo suficiente para encher uma fila de caixotes da Terra à Lua. Como? Cada um de nós, habitantes da Terra, produz cerca de 1,25kg de lixo… por dia. Solução: Compre apenas a comida de que precisa, recicle o que for reciclável, e use poucos produtos de limpeza.
  • 75% da energia de uma casa é gasta com todos os aparelhos que deixamos em stand-by: televisão, computadores, videogravadores...Solução: Não podia ser mais simples: desligue-os da ficha. Pode poupar até 13% na factura da energia.
  • Se apenas 1/4 dos seus produtos frescos for orgânico, pode poupar 450kg de CO² por ano. Solução: Sim, é mais caro, mas comer orgânico compensa. Os frutos e legumes orgânicos são isentos de pesticidas, fertilizantes artificiais, aditivos alimentares, lixo humano e águas residuais. O gado é criado sem antibióticos nem hormonas. O ambiente agradece, e o nosso corpo também.
  • Uma família de quatro pessoas despeja 375 litros de água por dia só… a puxar o autoclismo . Solução: Também não quer dizer que torne a sua casa de banho no sítio mais malcheiroso do planeta só para salvar o dito, mas se só atirou lá para dentro um lenço de papel depois de se assoar, talvez não valha a pena a cascata…
  • Uma simples maçã pode ser poluente… Em que é que uma maçã da Nova Zelândia é mais poluente do que uma bravo de Esmolfo? Imagine os quilómetros que aquela maçã teve de percorrer! Solução: Antes de comprar os seus produtos, verifique o país de origem. Prefira os nacionais, não apenas porque são bons, mas porque, enfim, de certeza que gastaram muito menos gasolina para chegarem às suas mãos.
  • Produzir um par de calças sintéticas precisa de cerca de 50 kWh de energia e liberta 30kg de C0². A indústria de vestuário e calçado consome mais água do que qualquer outra, à excepção da agricultura. Solução: Antes de comprar mais uma t-shirt ou umas calças, pense: precisa mesmo dela? Quando já não quiser várias peças de roupa, não as deite fora: reúna as suas amigas e faça um raid colectivo ao seu armário. E sempre que possível, compre em segunda mão.
  • Um saco de plástico pode levar 1000 anos a decompor-se! Em Portugal, são utilizados anualmente em compras duas mil toneladas de sacos de plástico: estes contêm um ingrediente chamado polietileno, que é um dos maiores poluentes do planeta. Solução: Leve um saco de pano quando for ao supermercado, ou reutilize os sacos de plástico que já tem. Para reduzir a produção de plástico, não encha as crianças de brinquedos.
  • Os fumos libertados pelo automóvel parado, com o motor ligado, são 3 a 5 vezes mais perigosos do que aqueles libertados em movimento. A forma como conduzimos também afecta a poluição do ar: menos velocidade significa menos emissão de dióxido de carbono, o principal poluente do ar. Solução: Saia cinco minutos mais cedo e ande mais devagar: conduzir 8km abaixo do limite de velocidade durante uma viagem de 13km poupará 250kg de CO² por ano. Desligue o motor quando possível. Dê boleia a um amigo: está na moda e, além de ser uma tendência ecológica, é uma forma de se poupar dinheiro. Sites em Portugal: www.carpool.com.pt; www.deboleia.com.
  • Um electrodoméstico mal escolhido pode aumentar o consumo de energia de uma casa, assim como uma lâmpada ou mesmo um automóvel. Solução: O site da Quercus (www.quercus.com) disponibiliza uma ferramenta muito útil, o TopTen, que orienta o consumidor na escolha de diversos equipamentos consumidores de energia que utilizamos diariamente.
  • Ler mais: http://activa.sapo.pt/vida/ambiente/2012/04/16/o-que-pode-e-deve-fazer-para-salvar-a-terra#ixzz1sDEg8LY1

4 comentários:

  1. Olá Ritinha.
    Saudades tuas... Muito interessante e concordo. Nos é que temos muita coisa para reflectir e mudar. Mas o que vale é que o futuro será bem diferente...
    Beijinhos grandes.

    ResponderEliminar
  2. Olá Rita, linda tarde para você!
    Você está muito certa, temos que preservar o máximo a Mãe Terra...beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Ótimas dicas, aqui em casa temos muito cuidado com o desperdício.
    Uma ótima segunda-feira!
    Bjus
    Rafaelando

    ResponderEliminar
  4. É bem o que você disse, a tecnologia surgiu para facilitar, unir, mas ao londo do tempo o que mais vemos são as pessoas se isolando... ótima reflexão.
    Um excelente dia!
    Bjus
    Rafaelando

    ResponderEliminar